Notícias

Com diferentes texturas, cores e formatos, os porcelanatos inspiram a criação de ambientes únicos

Os porcelanatos são revestimentos muito versáteis. Através da tecnologia, as indústrias buscam ampliar a aplicabilidade. Podem ser usado para revestir piscinas, fachadas, mobiliário e tradicionalmente paredes e pisos. Inspirados em técnicas milenares, elementos da natureza são focados no bem-estar dos usuários e na criação de ambientes únicos, os porcelanatos agregam conforto e pertencimento ao lar.

Segundo o managing director da Roca Brasil, Sergio Wuaden, quando se fala em atender as necessidades do consumidor, a indústria entende como uma oportunidade de surpreender o consumidor, oferecendo produtos que muitas vezes ainda nem estavam no radar de necessidades, mas que passa então a ser desejado e visto como uma solução inteligente. “É isso que temos procurado fazer, através da expansão da tecnologia. Notadamente, nos últimos anos fomos capazes de fazer isso, especialmente com o investimento feito em uma tecnologia que nos possibilitou ser a primeira indústria a produzir nacionalmente peças de grandes dimensões e com apenas 7 mm de espessura, que atendem várias solicitações e desejos dos consumidores”, afirma.

Wuaden ressalta que o primeiro semestre pode ser visto como um período de forte recuperação em relação ao mesmo período do ano passado, principalmente quando considerando que, em 2020, houve a fase mais aguda dos impactos da pandemia.  “No momento, o que se percebe claramente é uma forte redução no nível de crescimento da demanda, que encontra uma curva de estabilidade. Essa estabilidade deve influenciar diretamente nos próximos meses, permitindo um melhor atendimento dessa demanda, que seguia até então relativamente reprimida, e a recomposição de parte dos estoques. Esse movimento em recomposição dos estoques demonstra a capacidade da indústria de atender plenamente a demanda do mercado”, explica.

Na perceptiva da Roca Brasil, o segundo semestre segue sendo positivo, com uma intensidade menor da demanda e portanto com uma possibilidade de uma melhoria de serviço de atendimento, com prazos de entrega mais curtos e menor pressão por expansão de capacidade e produção.

De acordo com a área corporativa da Dexco, a companhia registrou R$ 500 milhões de EBITDA, atingindo a receita líquida de R$ 1.974 milhões no segundo trimestre do ano. Os números representam o melhor 2TRI da história da companhia e o melhor primeiro semestre de toda sua trajetória. Os resultados positivos foram impulsionados pelo crescimento significativo da demanda, principalmente em revestimentos cerâmicos, que haviam sido impactados pela sazonalidade do primeiro trimestre. Além disso, o fortalecimento do mix e a bem-sucedida estratégia de aumento de preços no período foram fatores preponderantes em conjunto com o crescimento do setor de autoconstrução e reforma.

A divisão de revestimentos cerâmicos, que opera com as marcas Ceusa e Portinari, fecha o trimestre com EBITDA Ajustado e Recorrente de R$ 78,7 milhões e o semestre com R$134 milhões, 143% acima do mesmo período de 2020. Segundo a área corporativa da Dexco, houve uma melhora de mix e implementação de preço decorrente do lançamento de produtos, impulsionando a receita unitária a uma alta de 17% sobre o segundo trimestre do ano passado e 9% sobre o primeiro trimestre de 2021.

Para o próximo semestre, a empresa está investindo R$ 600 milhões na construção de uma nova fábrica em Botucatu, SP, destinada a uma nova linha de revestimentos cerâmicos e mais R$ 20 milhões em projetos de modernização nas linhas atuais, ampliando em 35% nossa capacidade de produção. A Dexco também segue criando valor em suas práticas ESG com a reutilização 123% de água de suas fábricas, utilizando 52% de energia gerada a partir de combustíveis de origem renovável, doando mais de R$ 100 mil ao combate à Covid-19 e pagando R$ 755 milhões a título de remuneração de trabalho e governo.

Essência do concreto e sofisticação do porcelanato tornam projeto único

Um exemplo no uso de fachada é o projeto da arquiteta e urbanista Ana Martinez. Ana recebeu o desafio de projetar a fachada da residência localizada em um condomínio fechado em São José do Rio Preto, SP. As principais solicitações do cliente foram por um visual moderno e imponente.

Foto: Divulgação Villagres

O projeto levou dez meses para ser concluído e possui a combinação entre diferentes elementos e materiais também contribuiu para criação de uma identidade única para a obra. A utilização do porcelanato no revestimento da área ao redor da porta de entrada, que tem 5 metros de altura, é um dos diferenciais do projeto. Foi aplicado o modelo City Cement, da coleção Metropolitana da Villagres, que traz juntas a essência do concreto e a sofisticação do porcelanato, dando ao espaço a uma atmosfera urbana. De acordo com Ana, o revestimento traz a impressão exata do cimento. “Uma ripa de concreto perfeita. Ninguém acredita ser porcelanato”, enfatiza a arquiteta.

Outro ponto de destaque é a parede externa de vidro, que em conjunto com os demais elementos da fachada, contribuiu para a composição de um espaço que carrega em si uma face cosmopolita, trazendo um pouco da essência visual dos grandes centros urbanos para a tranquilidade de um condomínio fechado no interior.

Relevo das peças proporcionam efeito ótico trazendo a sensação de movimento e volume

Foto: Divulgação Portinari

O projeto assinado pela arquiteta Francine Nuernberg, utilizou como revestimento para paredes de uma sala de estar, o Fiction da Portinari. A inspiração na paleta de cores cinza, o relevo das peças proporcionam um efeito ótico delicado, trazendo sensação de movimento e volume ao ambiente. No piso, foi utilizado o porcelanato Lanquin e na outra parede, coleção Monumental, também da Portinari.

Segundo a gerente de desenvolvimento de produtos da Ceusa e Portinari, Marcele Brunel, o Fiction é uma peça especial em porcelanato técnico em grande formato da Portinari. “Tem como principais diferenciais um microrelevo bem definido que cria uma ilusão de alto volume apenas pela configuração da textura em sua superfície”, afirma. Essa técnica exclusiva é combinada à alta resistência do Pietra Portinari Prime, em uma cor neutra e monocromática, tamanho 100×100 e resistência para uso em paredes de áreas internas e externas.

Mosaicos exploram cores e geometrismo em pequenos formatos

No décor e na arquitetura os mosaicos ganham força em revestimentos que exploram cores e geometrismos em pequenos formatos para criar paginações modernas com diversas possibilidades de uso, com toda tecnologia da indústria cerâmica, ao mesmo tempo em que resgatam esta arte milenar. 

Foto: Divulgação Eliane Revestimentos

Com uma paleta de cores que vai do delicado marfim, passando pelo sóbrio tom de chumbo e chega no branco, os porcelanatos Cronos,  Ártemis e Delfos da Eliane Revestimentos brincam com quadrados, retângulos e hexágonos, propondo novas possibilidades para o design de interiores.

Os porcelanatos lançados este ano pela Eliane trazem formas orgânicas e geométricas, e estampas inspiradas em rochas ornamentais, que marcaram a arquitetura e a humanidade. As peças são fabricadas a partir de porcelanatos com tecnologia de impressão HD, que foi desenvolvida para inspirar a decoração dos sonhos de cada um.

Com formatos 30×30,3cm, 31×46,2cm e 29x45cm, as peças podem ser utilizadas em fachadas, paredes com curvatura, colunas e, inclusive, no interior de piscinas; exceto Cronos e Delfos nas versões Chumbo, que não são indicados para esta última utilização.

Tecnologia em grandes formatos proporcionam conforto e segurança

Foto: Divulgação Roca Brasil

Muito versáteis e elegantes, os SuperFormatos da Roca são resistentes, leves e amplos. As linhas de SuperFormato da Roca Brasil Cerámica são produzidas nas dimensões de 120×120, 100×200 e 120×250 cm, com espessura de apenas 7 mm. Um exemplo é a linha Calacata Light, disponível nos formatos 120×120 e 120×250 cm.

As peças em SuperFormatos são indicadas para aplicações convencionais, em piso e parede, ainda podem ser levadas para outros usos, como no revestimento de mobiliários. “Características como essas foram possíveis graças ao nosso constante investimento em tecnologias de ponta, especialmente no sistema de compactação”, ressalta o managing director da Roca Brasil Cerámica, Sergio Wuaden.

Segundo Wuaden, a Roca é a única empresa na América Latina a possuir a Continua+ completamente instalada, responsável pela criação de peças tão finas. “Aposta da Roca Brasil Cerámica, o formato 120 x 250 cm reflete o pé-direito mais comum das construções brasileiras, permitindo que se faça um revestimento de parede sem nenhuma junta horizontal”, afirma. Já o formato 100 x 200 cm é uma solução inteligente para reformas em apartamentos, pois pode ser facilmente transportado por elevadores ou escadas, sem as preocupações com içamento.

As peças de SuperFormato contam agora, a partir de agosto, com a tecnologia BioSafe, um aditivo à base de nanopartículas de prata, que é incorporado no processo de produção das peças e é capaz de eliminar 99% dos vírus e bactérias em até 15 minutos. O aditivo é incorporado no processo de produção das peças de SuperFormato, nos tamanhos 120×120, 100×200 e 120×250 cm.

A tecnologia foi desenvolvida baseada nos conceitos da química verde, proporcionando bem-estar e segurança aos ambientes e pessoas, e validada seguindo normativas internacionais, como ISO 21702 e Jis Z 2801. Todos os resultados foram obtidos por meio de análises realizadas em laboratórios independentes e certificados, seguindo um rigoroso padrão de segurança e qualidade.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Deixe um comentário

Notícias Relacionadas

Notícias

Irwin completa 60 anos no Brasil

Em 2021, a Irwin completa 60 anos de operação no Brasil, em uma trajetória que começou com uma pequena metalúrgica.  A companhia apresenta um portfólio

Leia mais »